Notícias

Notícias

Instituto Cervantes promove mostra de cinema espanhol

Exposição de fotos e ciclo de filmes contam a história do audiovisual na Espanha e apresentam o cenário atual do cinema no país.

Aproveitando o momento em que as artes cinematográficas invadem a cidade nesse mês de outubro com o “Festival do Rio”, o Instituto Cervantes promove mostra sobre o cinema espanhol, recontando mais de 100 anos da história do país que tanto colaborou para a cena audiovisual no mundo. A mostra se divide em dois eventos: a exposição “Cine Espanhol – uma crônica visual” e o ciclo de cinema “Zonazine – Novos autores do cinema espanhol 2001-2009”.

A exposição reúne 80 fotografias e 20 cartazes sobre os bastidores do cinema e filmes de destaque de 1896 a 2006. O material será apresentado em dez temas que correspondem aos períodos da cinematografia espanhola: Origens, Expansão, Esplendor, Sombras, Recuperação, Desconcerto, Novos rumos, Transições, Relevos e Futuro. Alguns dos filmes que protagonizam a mostra são títulos conhecidos da filmografia do país, como ”El cochecito”, ”La escopeta nacional” e ”Volver”, assim como outros menos conhecidos como ”Apartado de Correos 1001”, um dos primeiros filmes do gênero ”film noir” produzidos na Espanha.

“Cine Espanhol” provoca um olhar emotivo e reflexivo, devolvendo ao cinema seu sentido imaginário e sublinhando sua importância como espaço social (as câmeras foram testemunhas das mudanças na trajetória da sociedade do último século).

Durante a exposição, será apresentada pela primeira vez a peça audiovisual “Perto e longe, Imagens do cinema espanhol”, de Marta Javierre e Fernando Carmena (será exibido todos os dias no horário da exposição. Duração: 30 minutos), dividida em três períodos que recriam o itinerário da exposição.

Na última semana, a mostra será complementada com o ciclo de filmes “Zonazine – Novos autores do cinema espanhol 2001-2009”. De 22 a 26 de outubro, sempre às 18h30m, o ciclo apresenta ao público carioca as diferentes tendências do cinema espanhol atual. São cinco longa-metragens que representam a variedade de gêneros e temas do país.

Programação “Zonazine”:
Dia 22 – Azul oscuro casi negro (de Daniel Sánchez Arévalo, 2006)
Duração: 105 minutos
Classificação etária: 13 anos

Jorge herdou o trabalho do seu pai depois que ele sofreu um infarto cerebral. No entanto, luta contra um destino que parece inevitável. Nos últimos anos, se esforçou para fazer seu trabalho, cuidar do seu pai e terminar a faculdade. Através do seu irmão Antonio, conhece Paula, com quem desenvolve um relacionamento incomum e que o levará a deixar de sentir-se responsável por tudo e enfrentar seus desejos, fugindo de tudo o que os outros esperam dele. Então, tudo poderia ser diferente… ou não.

Dia 23 – Tres dies amb la família/Tres días con la familia (de Mar Coll, 2009)
Duração: 86 minutos
Classificação etária: 12 anos

Léa precisa viajar subitamente para Girona, onde seu avô paterno acaba de falecer, e deverá reencontrar a família que não vê desde que mudou para o exterior. A morte do patriarca dos Vich i Carbó é a desculpa perfeita para forçar a convivência entre seus descendentes. Os três dias em que duram o velório, a missa e o sepultamento, resultam num bom momento para observar este jogo de aparências de uma burguesia conservadora, na qual todos os problemas são evidentes, mas nunca explícitos.

Dia 24 – Bajo las estrellas (de Félix Viscarret, 2007)
Duração: 107 minutos
Classificação etária: 13 anos

Benito Lacunza – um trompetista medíocre, crápula e folgado – volta para a sua terra natal em Navarra para o enterro do seu pai e descobre que seu irmão Lalo, conhecido como “O ferro”, por se dedicar a fazer esculturas com sucata, está prestes a se casar. Sua noiva é Nines, uma mulher prematuramente castigada pela vida e mãe solteira, a quem Breno conhece desde suas farras de adolescente. Breno se propõe a livrar seu irmão de Nines, mas não conta com Ainara, a filha dela, uma menina rebelde e introvertida com quem Benito acabará travando uma insólita amizade.

Dia 25 – Nómadas (de Gonzalo López Gallego, 2001)
Duração: 90 minutos
Classificação etária: 18 anos

André vive sozinho numa pequena oficina velha e descuidada. Toda noite, folheia seu antigo álbum de fotos. Sara está sozinha. Toda noite volta do trabalho de táxi. Sua vida é monótona e aborrecida. Vive num apartamento nos arredores da cidade onde, há muito tempo, poderia ter formado uma família. Barbra e Calvo são irmãos. Barbra é a mais velha. Dirige um carro roubado e nunca fala com ninguém. Dependem um do outro para continuar vivendo. Uma foto de duas crianças numa festa de aniversário. Um programa de rádio para pessoas com problemas. Um carro avariado. Uma mulher sozinha numa estrada. Os potentes faróis de um guincho. Finalmente algo diferente vai acontecer esta noite…

Dia 26 – Ladrones (de Jaime Marqués, 2007)
Duração: 105 minutos
Classificação etária: 13 anos

História de um ladrãozinho e de uma estudante de família acomodada que surge na sua vida envolta num mistério. Alex é um jovem que tudo que sabe fazer na vida é roubar, atividade que sua mãe lhe ensinou antes de ser detida na plataforma do metrô, quando ele tinha apenas sete anos. Depois de deixar o centro para menores, Alex tenta buscar seu lugar na sociedade, mas seus esforços são em vão, já que em pouco tempo volta para a rua para fazer o que melhor sabe: roubar. A vida de Alex dá uma volta quando ele conhece Sara, uma garota cuja única preocupação são as suas provas do colégio e as suas roupas.

Entrada gratuita
Organização: Instituto Cervantes
Apoio: Festival de cine de Málaga

“Cine español – uma crônica visual”
Data: de 8 a 29 de outubro
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 19h, e sábados, das 10h às 14h
Local: Instituto Cervantes Botafogo (Rua Visconde de Ouro Preto, 62)
Entrada gratuita
Organização: Instituto Cervantes, Lunwerg
Colaboração: Sociedad Estatal de Conmemoraciones Culturales, Egeda, ICAA, Fundación Borau, Dirección de relaciones culturales y científicas AECID

Curador: Jesús García de Dueñas

Rua Voluntários da Pátria, 190 / 501
Botafogo – Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22270-010
Tels.: (21) 2226.1346 / 2226.1347 / 2539.0775
Copyright © 2010 Factual. Todos os direitos reservados.